Páginas

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Septuagésima Terceira Carta: Que tua dor seja por aqui desenrolada...

"Me pediram para voltar aqui. Talvez fosse saudade de me ouvir falar sem voz, ou talvez fosse a necessidade de querer apenas um entretenimento - como for, sinto-me lembrado, sinto que alguém deseja ouvir a minha voz, a minha piada. Me foi pedido para falar sobre alguém que venceu o amor, e logo de cara me preocupei quanto ao sentido. Poderia muito bem falar sobre como vencer o amor ignorando-o ou destruindo sua existência, quebrantando sua própria alma para que nada venha à posse de seu coração, para que nada lhe acerte e remexa seus sentimentos como num tornado. Mas é incrível como esse assunto remete a uma guia exata, onde até a parte que compreendo, lhe acontece desta forma.

Espero estar interpretando da forma correta.

O que seria vencer o amor senão entendê-lo? Que seja o seu problema, minha cara, a dificuldade de entender o sentimento ou o que se cria nele, o que existe e o que se oculta com essa transfiguração emocional que NUNCA pode ser interpretada como se sente. Espero que, de todas as dores, esta seja a pior que sente - não que eu lhe queira mal, mas que se for possível em minhas palavras protegê-la, confortá-la e trazê-la bem, que assim seja, pois sendo um problema grande e estas palavras a solução, estará remediada ainda que por inteira desta incógnita. Que tua dor seja por aqui desenrolada, junto com o que é o amor.

Sobrevivo na teoria de que amor algum se conhece bem sem que tenha torcido o pé na dor. Amor é a parte livre da corrosão do ódio que vem ou a remediar a parte corroída ou a arrancá-la ao fogo. Seja como for, amor é conhecido pela dor, e digo não após vencê-la, mas entendendo que com esta em convivência, o amor se torna um significado novo e amplo a cada dia.

Você pode sofrer por um passado, ou pela falta de um presente significativo, ou ainda por um futuro incerto, mas quando sua Dor se resumir na morte interna pela ausência de amor, será aí sim o fator que desbrava o significado do sentimento brando não encontrado nos dicionários. Não será um alguém, ou algo, que lhe trará o significado, mas sim você, minha cara, que desenrolará dentro de si uma linha infinita de descrições e escolherá todas entre uma, ou uma entre todas, ainda que confuso seja não se confundir.

Assim, vencer o amor é entender o que se passa no ápice de sua dor, é passar um período escalando e escalonando seu corpo sobre a pilha de amarguras e chagas que se alojaram, por mais fétidas e escorregadias. Quanto mais a Dor forçar um limo a jogar-lhe para baixo, esteja com o pé apoiado na cabeça do orgulho de baixo - que o deixe para trás então - e fará mais sentido escalar o sofrimento quando notar que passou sobre ele. Quando estiver, por fim, lá no topo, não puxe uma bandeira da mochila para cravar no solo, nem pisque três vezes para saber se é real: faça da bravura um momento de reflexão e então desenrole ali a linha que lhe dá o significado do Amor. Desenrole a linha que lhe serviu na escalada. A linha é fina e pode rasgar, então não tenha pressa...

Por fim, entenderá que a Dor só lhe serviu de montanha para conhecer o Amor, e a partir daí, depois do convívio que teve com a Dor, que venha em ti a lição do que significa o que tanto procurou entender dentro de si. Que sua vitória sobre o amor seja apontar para um céu sem fim, com os pés sobre uma montanha de dores que parece não ter fundo, mas que de qualquer jeito... está lá embaixo. Não perca tempo cuspindo para trás e para baixo para saber quanto tempo leva e levou... Concentre-se, agora, em entender que não há mais chão para andar, que não há mais montanha para subir, e aprenda que...

...

... Vencer o Amor é tomar seu significado como asas para voar um céu claro. E quando estiver lá em cima, não se esqueça, minha cara, de soltar suas sementes nesta terra partilhada, para que germine no solo de alguém, e lá do alto tenha a solidariedade de gritar: Ei, você pode subir também. Há mais gente precisando de um estranho, mas glorioso, pássaro no céu do que você imagina - elas estão cheias de âncoras nos pés.

Definitivamente Vencer o Amor é ser pássaro no céu de quem sofre, afinal você não encontrou o amor em alguém para si, mas sim em si para alguém."

Cartas Diretas,
obrigado.
Postar um comentário